segunda-feira, 31 de maio de 2021

Aquecimento global já é responsável por uma em cada três mortes relacionadas ao calor



Aquecimento global já é responsável por uma em cada três mortes relacionadas ao calor

Entre 1991 e 2018, mais de um terço de todas as mortes em que o calor desempenhou um papel foram atribuídas ao aquecimento global induzido pelo homem

Novas estimativas sugerem as regiões mais afetadas da América Central, do Sul e do Sudeste Asiático

Entre 1991 e 2018, mais de um terço de todas as mortes em que o calor desempenhou um papel foram atribuídas ao aquecimento global induzido pelo homem, de acordo com um novo estudo na Nature Climate Change .

O estudo, o maior de seu tipo, foi liderado pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM) e pela Universidade de Berna, dentro da Rede de Pesquisa Colaborativa Multi-Country Multi-City (MCC). Usando dados de 732 locais em 43 países ao redor do mundo, ele mostra pela primeira vez a real contribuição da mudança climática causada pelo homem no aumento dos riscos de mortalidade devido ao calor.

No geral, as estimativas mostram que 37% de todas as mortes relacionadas ao calor nos últimos períodos de verão foram atribuídas ao aquecimento do planeta devido a atividades antropogênicas. Esta porcentagem de mortes relacionadas ao calor atribuídas à mudança climática induzida por humanos foi maior na América Central e do Sul (até 76% no Equador ou na Colômbia, por exemplo) e no Sudeste Asiático (entre 48% a 61%).

As estimativas também mostram o número de mortes por mudanças climáticas induzidas pelo homem que ocorreram em cidades específicas; 136 mortes adicionais por ano em Santiago do Chile (44,3% do total de mortes relacionadas ao calor na cidade), 189 em Atenas (26,1%), 172 em Roma (32%), 156 em Tóquio (35,6%), 177 em Madrid (31,9%), 146 em Bangkok (53,4%), 82 em Londres (33,6%), 141 em Nova York (44,2%) e 137 na cidade de Ho Chi Minh (48,5%).

Os autores dizem que suas descobertas são mais uma evidência da necessidade de adotar políticas de mitigação fortes para reduzir o aquecimento futuro e implementar intervenções para proteger as populações das consequências adversas da exposição ao calor.

O aquecimento global está afetando nossa saúde de várias maneiras, desde impactos diretos ligados a incêndios florestais e condições climáticas extremas, até mudanças na propagação de doenças transmitidas por vetores, entre outros. Talvez o mais impressionante seja o aumento da mortalidade e morbidade associada ao calor. Os cenários das condições climáticas futuras preveem um aumento substancial nas temperaturas médias, com eventos extremos, como ondas de calor, levando a aumentos futuros na carga de saúde relacionada. No entanto, nenhuma pesquisa foi realizada em que extensão esses impactos já ocorreram nas últimas décadas até agora.

Este novo estudo enfocou o aquecimento global causado pelo homem por meio de um estudo de ‘detecção e atribuição’ que identifica e atribui fenômenos observados a mudanças no clima e tempo. Especificamente, a equipe examinou as condições meteorológicas anteriores simuladas em cenários com e sem emissões antrópicas. Isso permitiu aos pesquisadores separar o aquecimento e o impacto na saúde relacionado às atividades humanas das tendências naturais. A mortalidade relacionada ao calor foi definida como o número de mortes atribuídas ao calor, ocorrendo em exposições superiores à temperatura ideal para a saúde humana, que varia entre os locais.

Embora, em média, mais de um terço das mortes relacionadas ao calor sejam causadas por mudanças climáticas induzidas pelo homem, o impacto varia substancialmente entre as regiões. As vítimas de calor relacionadas ao clima variam de algumas dezenas a várias centenas de mortes por ano por cidade, conforme mostrado acima, dependendo das mudanças locais no clima em cada área e da vulnerabilidade de sua população. Curiosamente, as populações que vivem em países de renda baixa e média, que eram responsáveis ??por uma pequena parte das emissões antrópicas no passado, são as mais afetadas.

No Reino Unido, 35% das mortes relacionadas ao calor podem ser atribuídas às mudanças climáticas induzidas pelo homem, o que corresponde a aproximadamente 82 mortes em Londres, 16 mortes em Manchester, 20 em West Midlands ou 4 em Bristol e Liverpool a cada temporada de verão.

O professor Antonio Gasparrini da LSHTM, autor sênior do estudo e coordenador da Rede MCC, disse: “Este é o maior estudo de detecção e atribuição sobre os riscos atuais das mudanças climáticas para a saúde. A mensagem é clara: as mudanças climáticas não terão apenas impactos devastadores no futuro, mas todos os continentes já estão experimentando as terríveis consequências das atividades humanas em nosso planeta. Devemos agir agora. ”

Os autores reconhecem as limitações do estudo, incluindo a impossibilidade de incluir locais em todas as regiões do mundo – por exemplo, grandes partes da África e do Sul da Ásia – devido à falta de dados empíricos.

Referência:

Vicedo-Cabrera, A.M., Scovronick, N., Sera, F. et al. The burden of heat-related mortality attributable to recent human-induced climate change. Nat. Clim. Chang. (2021). https://doi.org/10.1038/s41558-021-01058-x


Henrique Cortez, tradução e edição, a partir de original da London School of Hygiene & Tropical Medicine

in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 31/05/2021






Autor: Henrique Cortez
Fonte: EcoDebate
Sítio Online da Publicação: EcoDebate
Data: 31/05/2021
Publicação Original: https://www.ecodebate.com.br/2021/05/31/aquecimento-global-ja-e-responsavel-por-uma-em-cada-tres-mortes-relacionadas-ao-calor/

Um comentário:

  1. Finalmente, existe una cura para el herpes 1 y 2 y la medicina herbal del Dr. Osato es la cura para el herpes 1 y 2. Vi una publicación en un foro de salud de la señorita cherlyn solie sobre cómo se curó del herpes con el uso de las hierbas del Dr. Osato y también escribió que el Dr. Osato cura todo tipo de enfermedades y virus mortales, incluidos el herpes, el VIH, la ELA, el VPH, el VHS1 y 2. , MND, epilepsia, leucemia, asma, cáncer, diabetes. Al principio, dudé de que fuera real, pero decidí intentarlo porque estaba desesperado por curarme del herpes y me comuniqué con este médico herbolario por correo electrónico (osatoherbalcure@gmail.com) que proporcionó el comentario y le expliqué mi problema. y me dijo que me iba a preparar un medicamento a base de hierbas, lo cual hizo y me lo envió a través del servicio de UPS, cuando recibí este medicamento a base de hierbas, me dio instrucciones de cómo usarlo, después de tomar el medicamento como instruido, fui a un chequeo y el resultado fue Negativo y fui a otras dos clínicas para volver a realizar la prueba y el resultado aún fue Negativo y todos los síntomas del herpes desaparecieron de mi cuerpo y mi médico confirmó conmigo que estoy libre de herpes. Ahora estoy libre de herpes. Puede contactar al Dr. Osato en su correo electrónico: OSATOHERBALCURE@GMAIL.COM o puede llamarlo y enviarle un Whatsapp al +2347051705853. Su sitio web es https://osatoherbalcure.wordpress.com. Todo gracias al Dr. Osato por lo que acaba de hacer por mí y continuaré compartiendo este gran testimonio en todas las plataformas para que podamos unirnos para erradicar estas enfermedades y virus de este mundo.

    ResponderExcluir